O Que É Razão Social, Para Que Serve E Como Definir Uma Para Sua Empresa

Você já ouviu falar de Razão Social? Se estiver pensando em abrir o seu próprio negócio, saiba que há uma série de passos a serem seguidos, bem como decisões a serem tomadas.

Dentre elas há a escolha deste termo, que terá muita influência no seu negócio. Por isso, se você não quer ter retrabalho depois de montar a sua empresa, conhecer um pouco mais sobre seu tema e seus pormenores é fundamental.

Veja neste artigo qual é a importância da Razão Social, como escolher e muitas outras informações que irão te ajudar diretamente na constituição da sua empresa de forma estratégica.

O que é Razão Social?

Bem, então vamos para a pergunta principal deste artigo: o que é a Razão Social. Na verdade, nada mais é do que o termo de registro no qual a Pessoa Jurídica se individualiza.

Talvez você também encontre o termo sendo chamado de Denominação Social. Em relação ao nome fantasia (que iremos discutir mais à frente), ele pode ou não estar conectado com a Razão Social.

E onde que surge a necessidade da Denominação Social? Quando você for realizar a abertura de uma empresa terá que preencher uma série de documentos com suas informações.

Atividades que serão exercidas, capital social e, obviamente, o nome do seu negócio. Entretanto, há o nome que será chamado pelas pessoas (aquele que ficará popular e ganhará o reconhecimento) e o nome social.

Em resumo e de forma bem fácil de ser compreendido: a Razão Social é o nome jurídico do seu empreendimento. É uma das informações que constituem a identificação da empresa, junto com o endereço e o CNPJ.

Para que serve a razão social

Será que a Denominação Social é apenas uma formalidade? Na verdade, o termo é de extrema importância para a empresa. É este nome que será colocado nas notas fiscais, nos contratos, faturas de cartão de crédito, escrituras e documentos no geral.

Então, como você já deve ter entendido, é o nome que constará em todos os documentos da empresa. Ou seja, todas as referências legais serão feitas utilizando a Razão Social da empresa.

Ao contrário do nosso nome de pessoa física, que pode haver centenas iguais pelo mundo, o nome da pessoa jurídica é único. Ou seja, a sua Denominação Social é apenas da sua empresa!

Obviamente, você não pode imitar o nome de nenhuma outra que já possua um CNPJ e Denominação Social. 

Como escolher o nome da empresa?

Não há uma regra para você escolher a Razão Social da sua empresa, mas há algumas dicas que poderão te ajudar a encontrar uma boa opção:

  • Busque um nome de fácil compreensão
  • Quanto mais assimilável for o nome, melhor
  • Encontre algo que esteja relacionado com a atividade que será exercida
  • Procure nomes menores e de fácil memorização
  • Tente encontrar um nome no qual você pode extrair o nome fantasia que será usado de forma popular
  • Busque algo único e que não seja facilmente confundido com outra empresa
  • Seja criativo e já pense em como isso será vinculado com o marketing

A Razão Social deve, de forma obrigatória, trazer a relação com o tipo de empresa. Ou seja, o nome deve conter uma dessas opções:

  • MEI (Microempreendedor Individual)
  • ME (Microempresa)
  • EPP (Empresa De Pequeno Porte)
  • LTDA (Sociedade Limitada).

Uma dica muito bacana, depois de selecionar as opções de nomes jurídicos, é procurar na internet o termo ou algo semelhante. Se houver muita coisa parecida no mercado pode não ser uma boa ideia.

Afinal, a empresa acaba perdendo um pouco a sua individualidade e isso pode atrapalhar e muito no momento de atrair clientes.

Lembrando que a Razão Social é efetivamente única, não sendo possível escolher um nome que já exista, por mais que você não se importe de ser repetido.

Sendo assim, desenvolva uma dica com várias possibilidades e antes de escolher faça um filtro apenas com aquelas que não possuem registro igual no mercado.

Como registrar a Razão Social

Depois de pensar bastante, fazer as devidas verificações e conseguir escolher a melhor Denominação Social, está na hora de registrá-la de forma oficial.

Isso começa logo nas primeiras etapas de abertura do seu negócio. Neste momento será preciso fazer os trâmites junto ao cartório ou Junta Comercial.

Depois de ter a Razão Social devidamente registrada e oficializada irá utilizá-la para os próximos passos da abertura de empresa.

Não há necessidade de contador e nem passar pela Junta Comercial. É um processo muito mais simplificado (mas possui várias limitações, então é preciso avaliar se o seu negócio poderia se encaixar nesta categoria).

Outro ponto importante a ser lembrado é que a Denominação Social da empresa precisa estar descrita no Contrato Social. Este documento é aquele que traz as informações de contribuição dos sócios, bem como a separação dos bens.

Lembrando que é logo neste início que será escolhido o nome fantasia também, então pense bastante antes de partir para a documentação.

Para aqueles que optaram pelo regime MEI (Microempreendedor Individual) a abertura da empresa é feita através da internet, mais precisamente pelo Portal do Empreendedor.

Qual a diferença entre Razão Social ou Nome Fantasia

Já falamos bastante sobre Razão Social, que é o nome jurídico da empresa o qual deve ser absolutamente único mas o que seria o Nome Fantasia ao qual fizemos a referência?

O Nome Fantasia nada mais é do que um nome de fachada que a sua empresa pode ser chamada. Normalmente é mais curto, simples e objetivo. É o nome que ficará na boca do povo.

Quer um exemplo? A Denominação Social que conhecemos pela Globo é Globo Comunicação e Participações S.A. É muito mais fácil fazer a referência apenas como Grupo Globo, que é o seu Nome Fantasia, não?

Outro exemplo claro é a Apple, uma das maiores marcas do mundo e que tem reconhecimento de todos. Mas será que você realmente sabe o nome da maior marca de smartphones do mundo?

A Apple tem a Razão Social como:Apple Computer Sistemas de Computação, Indústria, Comércio, Representação, Exportação e Importação LTDA (traduzindo para o português).

Mas, como você deve imaginar, pouquíssimas são as pessoas que realmente têm o conhecimento da Denominação Social. E mesmo aqueles que possuem chamam a empresa de apenas Apple.

Muito mais fácil, não é mesmo? Para se assegurar de que ninguém usará o seu nome, então você pode registrar uma marca com o nome fantasia no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial).

Isso irá evitar que outras empresas usem o seu nome fantasia para denominar outras empresas.

Continuando sobre o nome fantasia, será que é possível uma mesma empresa, ou seja, um único CNPJ, ter mais de um nome fantasia? Na verdade, isso é, sim, possível. Deve constar no Contrato Social.

Posso trocar a Razão Social?

Outro questionamento bem comum quando estamos falando de Razão Social em relação à sua mudança. Não é nada incomum os responsáveis mudarem de ideia no meio do caminho e desejarem outro nome.

A realidade é que esta mudança pode, sim, ser feita, mas todos os documentos que estão registrados com a Denominação Social antiga perderão a sua validade.

Para trocar há a necessidade de ir até a Junta Comercial da sua cidade para realizar a mudança.

Mas como você já deve esperar, alterar a Razão Social não é uma tarefa fácil, principalmente se a empresa já é mais antiga e possui uma série de documentos assinados.

Como eles perdem a validade é fundamental que todos esses documentos sejam refeitos. Ou seja, o trabalho pode não ser pouco.

Além disso, caso deseje tomar este caminho, é fundamental que todos os documentos estejam devidamente organizados para que não fique nenhum documento sem alteração.

A importância da Razão Social e Nome Fantasia no Marketing

Já ouviu falar que o marketing é a alma do negócio? Pois é, esta máxima é realmente uma das verdades do empreendedorismo.

Sem boas campanhas muito provavelmente o seu negócio não irá deslanchar, mesmo que você ofereça ótimos produtos, serviços e até mesmo um incrível custo x benefício.

E o que a Razão Social ou Nome Fantasia tem a ver com tudo isso? As campanhas de marketing devem ser criativas e o nome da empresa é um grande gatilho para fazer boas propagandas.

Por isso, quando for pensar no nome da sua empresa já comece a vislumbrar as estratégias de marketing.

Além do nome, já tente elaborar o seu slogan o qual também é totalmente influenciado pela Denominação Social ou Nome Fantasia.

Então, tudo está interligado e é imprescindível que todos os passas sejam devidamente calculados.

Lembre-se que muito provavelmente você levará o nome da sua empresa para o resto da vida do empreendimento é claro que existe a possibilidade de alterar, mas são poucas as empresas que fazem isso por conta do trabalho envolvido.

Sendo assim, pense bastante antes de ir até a Receita Federal e abrir a sua empresa com o nome escolhido.

Pense nos piores cenários no momento de escolher a Razão Social

Além de pensar nas estratégias de marketing é muito interessante que você também pense nas possíveis reações que a Razão Social e o Nome Fantasia da sua empresa podem criar.

Primeiramente, o nome deve ser fácil de pronunciar para que as pessoas não se confundam.

O mesmo vale para a escrita. Se alguém tentar pesquisar pela sua empresa na internet não deve ter dificuldade em pensar na forma de escrever. Nomes complicados dificultam que leads procurem pela empresa na internet.

Também pense em possíveis trocadilhos ou afins na hora de escolher o nome, tente evitar qualquer nome que seja facilmente relacionado com algo ofensivo ou coisa do gênero.

Componha a identidade da sua empresa

Você é reconhecido pelo seu nome, não é mesmo? Assim como uma empresa também é reconhecida pela Razão Social/Nome Fantasia.

Entretanto, você também é reconhecida pelo seu físico e até mesmo estilo, correto? Isso também deve ocorrer com as empresas.

Como assim? É o que chamamos de identidade visual da empresa. São as cores associadas, logos e toda a caracterização visual para que ela se identifique.

No momento de pensar na Razão Social e no Nome Fantasia, comece já a elaborar a identidade da sua empresa como um todo. Não há a necessidade de ser um projeto completo, apenas um esboço de como isso seria.

Esse momento de reflexão vai ajudar muito no futuro, quando houver a necessidade de elaborar o Manual de Identidade.

Tente já relacionar o nome com um possível logo e comece a tirar a sua marca do papel.

Essas pequenas coisas podem fazer a diferença de como a sua marca de porta perante os clientes. O impacto visual sempre deve ser muito positivo.

A importância de um contador no processo de abertura da empresa

Escolher a Razão Social é algo um tanto quanto particular mas, claro, é preciso considerar todas as questões que citamos anteriormente entretanto, todo o trâmite de abrir uma empresa exige experiência.

Apenas a modalidade MEI não precisa obrigatoriamente de um contador, mas todas as outras precisam deste profissional para efetuar a abertura da empresa.

Entretanto, muitos são aqueles que contratam o contador apenas para serviços específicos, o que não é nada recomendado.

O profissional é essencial para acompanhar a contabilidade da empresa e, claro, promover gestão de gastos e outras questões financeiras e contábeis.

As vantagens que possui um contador que esteja sempre presente inclusive para quem é MEI são diversas, como:

  • Desoneração de tarefas

É muito comum que os donos do empreendimento tentem lidar com o máximo de atribuições para tentar cortar gastos.

Com tanto material na internet muitos pensam que estão 100% aptos para lidar com questões contábeis e acabam assumindo esta posição dentro da empresa.

Além de isso não ser recomendado por questão de experiência e capacidade técnica, a sobrecarga de tarefas é um grande risco para o empreendimento.

É necessário ter tempo hábil para gerir o empreendimento de modo geral. Sendo assim, deixe que cada tarefa seja executada por aquele que mais possui experiência.

  • Organização

A depender do seu ramo de atuação, o seu fluxo de caixa pode ficar bem complexo, com diferentes operações de entrada e saída. Isso envolve uma série de Notas Fiscais e outros documentos que devem ser devidamente organizados.

Um bom contador manterá tudo em ordem, garantindo que nada passe despercebido. Ou seja, tudo estará devidamente contabilizado.

  • Escolha do regime tributário

A escolha da Razão Social pode não precisar da ajuda do contador, mas a escolha do regime tributário é algo de sua alçada.

No caso do Microempreendedor Individual não há escolha, esta categoria é regida pelo Simples Nacional.

Agora, outras empresas têm a possibilidade de escolher dentre diferentes regimes tributários.

Tornou-se um consenso geral que o Simples Nacional é a melhor modalidade, mas nem sempre isso é verdade. É preciso fazer uma análise minuciosa para descobrir qual, de fato, é o melhor modelo para seguir com sua tributação.

Quais as consequências de uma boa escolha? É possível economizar e muito na tributação quando o melhor regime é escolhido. Você irá pagar menos impostos, mas tudo isso de forma legal.

  • Visão estratégica

Você já tentou ter alguns insights com informações desorganizadas? Com toda a certeza não é a melhor das estratégias.

Quando todas as informações e dados estão desorganizados fica muito mais fácil ter um panorama geral da situação.

Então, se todas as questões contábeis da sua empresa estão na mais devida ordem, ficará muito mais fácil avaliar o empreendimento, buscando seus pontos fracos e fortes.

A partir disso fica muito mais fácil pensar em ações estratégicas para melhorar o resultado.

A competitividade entre as empresas é muito grande, sendo imprescindível apostar em diferenciais para se destacar no mercado.

Enfim, de forma geral, essas são algumas dicas e procedimentos em relação à Razão Social e ao Nome Fantasia da sua futura empresa.

Em relação aos trâmites burocráticos da nomeação não há muito segredo, o mais complexo é encontrar um nome que atenda todas as especificações que foram dadas anteriormente.

Então, depois de tudo o que foi dito e agora que você já sabe o que é Razão Social pense em qual será o nome que você dará para a sua empresa. Selecione algumas possibilidades e avalie cada uma delas.

Photo of author

Escrito por:

Equipe BemSucedida